Category Archive: Portfolio de A. Bracons

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. À NOITE – 2, 1998

Há 20 anos, 30 de setembro de 1998, foi o último dia da EXPO’98. . . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Da Porta do Oriente, percorro o recinto: passo pelos… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. À NOITE – 1, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Entardece, anoitece. Desde as 16 horas que pelos vários palcos e pelo recinto se desenrolam os espectáculos, presenças culturais dos vários países participantes… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. PEREGRINAÇÃO, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Pelas 20h00 encerram os pavilhões, mas há já uma hora que a Peregrinação atravessa o recinto: formado por 11 máquinas de peregrinar, acompanhadas… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. A PRESENÇA INTERNACIONAL – 3, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Os diversos países apresentam as suas riquezas culturais e naturais e sobretudo a sua ligação com o mar: barcos, artefactos, a história e… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. A PRESENÇA INTERNACIONAL – 2, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Os diversos países apresentam as suas riquezas culturais e naturais e sobretudo a sua ligação com o mar: barcos, artefactos, a história e… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. A PRESENÇA INTERNACIONAL – 1, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . São vários os pavilhões institucionais e de firmas patrocinadoras da Exposição. Destaco aqui três pavilhões institucionais: o Pavilhão do Comité Olímpico de Portugal… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. NAVIOS, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Sendo o tema “Oceanos”, os navios não poderiam faltar. Além de diversos navios que pontualmente se encontram no cais da EXPO, diversos navios… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. O PAVILHÃO DO CONHECIMENTO DOS MARES E O OCEANÁRIO, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . No Pavilhão do Conhecimento dos Mares viamos como estes foram sendo conhecidos pelo Homem, desde o início dos tempos até hoje: do aprender… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. OS PAVILHÕES DA UTOPIA E DO FUTURO, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Estes dois pavilhões faziam apresentações alegóricas e simbólicas dos oceanos. Comecemos pelo Pavilhão da Utopia: exteriormente lembra um capacete de ciclista, no interior,… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, GRANDES ARMAZÉNS DO CHIADO, 1992-1994 – 2

30 anos do Grande Incêndio do Chiado, Lisboa (25 de agosto de 1988) . . . António Bracons, Grandes Armazéns do Chiado, 1992-94 . . Entro no espaço do que fora o Convento… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, GRANDES ARMAZÉNS DO CHIADO, 1992-1994 – 1

30 anos do Grande Incêndio do Chiado, Lisboa (25 de agosto de 1988) . . . António Bracons, Grandes Armazéns do Chiado, 1992-94 . . Entre 1992 e 1994 trabalhei numa parte da… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. OS PAVILHÕES DE PORTUGAL E DO TERRITÓRIO, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Frente à linha de bandeiras que une a entrada central – a Porta do Sol – ao Tejo, para sul, está o Pavilhão… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. A ÁREA SUL, 1998

Dia Mundial da Fotografia. A 19 de agosto de 1839, Daguerre anuncia publicamente a fotografia, pode ler aqui. . . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . O teleférico liga a Zona Norte… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. DA TORRE VASCO DA GAMA, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . A Torre Vasco da Gama foi edificada para a EXPO’98. A estrutura, com cerca de 140 m de altura, é o edifício mais… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. A ÁREA NORTE, 1998

. . . António Bracons, EXPO’98, Lisboa, 1998 . . Entrei pela Porta do Sol… Em frente, uma linha de água acompanha, une os mastros em que se apresentam as bandeiras dos países… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, EXPO’98. ENTRAR, 1998

. . . Preâmbulo à série EXPO’98 . A EXPO’98 marcou o país e os portugueses. Pela dimensão da exposição em si, por toda a intervenção efetuada, não só nos 330 hectares da… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, UMA ESCULTURA DE LUZ (CARLOS NOGUEIRA, FOTOGRAFIAS DE TRABALHO. E OUTROS DESENHOS), 2018

A partir da exposição de Carlos Nogueira, “fotografias de trabalho. e outros desenhos”, patente no Arquivo Municipal de Lisboa | Fotográfico, na Rua da Palma, 246, de 18 de maio a 15 de… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, JOSÉ TOLENTINO MENDONÇA

. . .   António Bracons, José Tolentino Mendonça, Lisboa, 2018 . . José Tolentino Mendonça é, sem qualquer dúvida, um dos vultos da cultura portuguesa contemporânea. Padre, teólogo, professor universitário, escritor, poeta,… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, CENTRO DE ARTES E CULTURA: A ANTIGA FÁBRICA DE MOAGEM DE CEREAIS E DESCASQUE DE ARROZ DE PONTE DE SOR, 2016

. . . António Bracons, A antiga Fábrica de Moagem de Cereais e Descasque de Arroz de Ponte de Sor, Unidades de secagem e de descasque de arroz, 2011 . . . A… Continuar a ler

ANTÓNIO BRACONS, CENTRO DE ARTES E CULTURA, PONTE DE SOR, 2015 – 2016

. . .   António Bracons, Centro de Artes e Cultura, Ponte de Sor, 2015 – 2016 . . . O Centro de Artes e Cultura (CAC) de Ponte de Sor, na avenida… Continuar a ler