A LUZ DA INFÂNCIA

Exposição no Centro Português de Fotografia, no Porto, de 3 de setembro de 2022 a 12 de março de 2023.

.

.

.

Bernardino Castro, diretor da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas, na qual se integra o CPF, escreve:

.

A fotografia, sendo uma fonte histórica, é uma imagem/documento que revela múltiplos significados e apresenta um potencial extraordinário enquanto linguagem representativa, neste caso em particular, da infância e ou de uma conceção de infância construída em vários cenários.

Na busca da luz da memória individual e coletiva dessas imagens fixas no tempo, encontramos o grande desafio de não apenas contemplá-las, vê-las, mas sobretudo de compreendê-las.

Através de cenas simples, do quotidiano entre os anos 1901 a 1969, é-nos revelada não só a beleza ímpar, suave, doce e até meio inocente da infância e da infantilidade, mas também a consciência de que para além da beleza estética existe o que não é belo, como as disparidades e problemas sociais, como trabalho infantil e institucionalização de crianças.

A narrativa desenvolvida é apenas um apontamento de um caminho para se compreender e conhecer a história social, cultural e educacional da infância em determinados períodos, pois as imagens fotográficas, sob o olhar do fotógrafo e do visitante, podem revelar uma diversidade interpretativa a respeito de uma criança, família e, por extensão, da sociedade com os seus ritos, modos de vida, afetividade, tradições, usos e costumes.

.

.

.

A Luz da Infância: Fundo Conde de Alpendurada, [Alpendurada: Crianças montadas num burro, acompanhadas pela criada], 1914, PT-CPF-ALP-001-000202 – Fundo Conde de Alpendurada, [Crianças em cima de um escadote no átrio], 1917, PT-CPF-ALP-001-000248 – Fundo Fotografia Alvão, [Crianças a brincar no recreio da escola primária Clemente Menéres, Romeu], 1939 (?), PT-CPF-ALV-024845 – Fundo Alberto Marçal Brandão. [Foz do Douro: crianças na praia], 1900-1919, PT/CPF/AMB/0001/000048.

.

.

.

.

“A Luz da Infância” é uma exposição produzida pelo Centro Português de Fotografia, integra imagens de diversos Fundos que pertencem ao arquivo à sua guarda: Fundo Conde de Alpendurada, Fundo Fotografia Alvão, Fundo Octávio Lixa Filgueiras, Fundo João Martins, Fundo Manuel Pinheiro da Rocha, Fundo Alberto Marçal Brandão e Fundo Aurélio da Paz dos Reis. A exposição está patente no Centro Português de Fotografia, Largo Amor de Perdição, no Porto, de 3 de setembro de 2022 a 12 de março de 2023.

.

.

.