AGENDA . ESTAÇÃO IMAGEM 2022 COIMBRA

Em Coimbra, vários locais, de 13 de setembro a 6 de novembro de 2022.

.

.

.

Coimbra acolhe mais uma vez o Prémio Estação Imagem. Neste ano de 2022 um conjunto de exposições presta “Homenagem à Resistência do Povo da Ucrânia”, com James Nachtwey, Evgeniy Maloletka, Mstyslav Chernov, Dmytro Kozatskyi, Daniel Berehulak, Maxim Dondyuk, Oleksandr Ratushniak, Alexey Furman, Oleg Pereverzev, Vladyslav Musiienko, Roman Pilipey, Stanislav Kozliuk, Mikhail Palinchak, Yurko Dyachyshyn, Sergei Chuzavkov, Ivan Alvarado, Anastasia Vlasova, Alina Smutko e Gleb Garanich, além de Ricardo Lopes, vencedor da Bolsa Estação Imagem 2020 – 2022 Coimbra.

James Nachtwey e Daniel Berehulak estarão na cidade e farão visita guiada às suas exposições. Às restantes, haverá visita guiada por David Furst e Luís Vasconcelos, diretor da Estação Imagem. Ricardo Lopes guiará uma visita à sua exposição.

.

Sobre a edição deste ano, escreve a organização do Prémio Estação Imagem 2022 Coimbra:

.

HOMENAGEM À RESISTÊNCIA DO POVO DA UCRÂNIA

.            

A cidade de Coimbra volta a receber, em Setembro, o PRÉMIO ESTAÇÃO IMAGEM e o festival que lhe está associado, numa organização conjunta com a Câmara Municipal, que renovou o seu apoio àquele que continua a ser o único concurso da Península Ibérica dedicado ao fotojornalismo.

Como manifestação de apoio à Ucrânia e à resistência do seu povo face à invasão das tropas russas, esta é uma edição dedicada aos fotojornalistas ucranianos. Entre as seis exposições do programa do festival, cinco são sobre a guerra na Ucrânia, quatro delas de fotógrafos ucranianos e outra do célebre fotojornalista americano James Nachtwey. A sexta resulta do projecto vencedor da Bolsa Estação Imagem 2020—2022 Coimbra.

THE UNVANQUISHED [OS INSUBMISSOS], ou «aqueles que não podem ser vencidos», é um trabalho sobre a bárbara invasão do exército russo feito por JAMES NACHTWEY para a revista The New Yorker.

Uma exposição única que o fotógrafo oferece à ESTAÇÃO IMAGEM e que está a montar para o festival de Coimbra. Mais do que um fotógrafo multipremiado, reconhecido e agraciado em todo o mundo, Nachtwey é hoje uma lenda viva do fotojornalismo. Pelo autor, pelo trabalho e pelo momento, esta é a exposição que museus, galerias e espaços de exposição em todo o mundo gostariam de ter nesta altura. O autor estará em Coimbra de 16 a 17 de Setembro.

As quatro exposições de fotógrafos ucranianos são:

• O INVERNO VERMELHO DE BUCHA, de DANIEL BEREHULAK, que passou várias semanas documentando os crimes de guerra em Bucha.

• CERCO A MARIUPOL, de Evgeniy Maloletka e Mstyslav Chernov, fotógrafo e operador de vídeo que reportaram o cerco e massacre infligido pelas tropas russas na cidade portuária do sul da Ucrânia.

• O ÚLTIMO REDUTO, do combatente e fotógrafo DMYTRO KOZATSKYI, que documenta por dentro os 80 dias da resistência do Regimento Azov no labirinto da siderurgia Azovstal, «lugar da minha vida e da minha morte», como registou o agora prisioneiro do exército russo.

• ÊXODO, um retrato da fuga de milhares de ucranianos, essencialmente mulheres e crianças, pelo olhar de 14 fotógrafos seus conterrâneos.

Já INTERIOR, de Ricardo Lopes, resulta do projecto vencedor da BOLSA ESTAÇÃO IMAGEM 2020-2022 COIMBRA, focado no fenómeno de despovoamento que desde a década de 1960 afecta o território do Centro de Portugal.

Com abertura simultânea no dia 13 de Setembro em vários espaços da cidade, as exposições decorrem até dia 6 de Novembro no âmbito do programa do PRÉMIO ESTAÇÃO IMAGEM 2022 COIMBRA, cujo júri internacional vai reunir na cidade do Mondego entre os dias 14 e 16 de Setembro.

.

DAVID FURST, curador e antigo Editor de Fotografia Internacional do The New York Times, Prémio Pulitzer de fotografia quatro anos seguidos, The World Press Photo of the Year, Pictures of the Year International, e Visa d’Or, entre outros, é o presidente do júri da edição deste ano. DANIEL BEREHULAK – dois prémios Pulitzer, seis World Press Photo, dois Photographer Of The Year da Pictures of the Year International, entre outros – e NEWSHA TAVAKOLIAN – fotógrafa multipremiada e membro da Magnum Photos, cujas fotos estão nas colecções privadas de instituições como Victoria & Albert Museum, Los Angeles County Museum of Art, British Museum, Sackler Gallery ou Boston Museum of Fine Art – são os outros membros do júri que vai atribuir os prémios e seleccionar o projecto BOLSA ESTAÇÃO IMAGEM 2022 COIMBRA.

São, no total, oito as categorias a concurso: Notícias, Assuntos Contemporâneos, Vida Quotidiana, Desporto, Arte e Espectáculos, Ambiente, Série de Retratos e Fotografia do Ano. É de todas as reportagens apresentadas a concurso que o júri escolhe a vencedora do PRÉMIO ESTAÇÃO IMAGEM 2022 COIMBRA. Ao mesmo tempo, elege o vencedor da Bolsa, que permitirá a um fotojornalista desenvolver ao longo de um ano um projecto fotográfico sobre a região de Coimbra. O período de inscrições termina a 9 de Setembro.

O anúncio dos vencedores e entrega de prémios terá lugar no dia 17 DE SETEMBRO, numa cerimónia a decorrer no Teatro da Cerca de São Bernardo (11h—12h30), com a presença dos membros do júri, que darão uma conferência, nessa manhã. À tarde, James Nachtwey fará uma visita comentada à exposição OS INSUBMISSOS (Sala da Cidade – 15h30), a que se seguirá a visita à exposição O INVERNO VERMELHO DE BUCHA, com apresentação do autor, Daniel Berehulak.

O programa de dia 17 terminará com uma conferência O QUE É HOJE O FOTOJORNALISMO NA UCRÂNIA?, com JAMES NACHTWEY, MSTYSLAV CHERNOV, presidente da Associação Profissional de Fotógrafos da Ucrânia [UAPP], e DANIEL BEREHULAK. A conversa será moderada por Nicolau Santos (Teatro da Cerca de São Bernardo / 17h30).

O programa inclui também visitas guiadas e comentadas a todas as exposições (14—17 de Setembro) e a exibição, no auditório do Mosteiro de Santa Clara-a-Velha, dos três filmes premiados no FIKE 2021 – Festival Internacional de Curtas Metragens de Évora, onde o prémio Documentário foi atribuído por um júri da ESTAÇÃO IMAGEM (13—17 de Setembro).

Com o tema «Actuar apesar do medo», João Silva , fotógrafo do The New York Times, vai ministrar aulas abertas de fotojornalismo (14—16 de Setembro). Membro do célebre The Bang Bang Club e mullti-premiado pela cobertura de conflitos nas mais diversas geografias, João Silva é também Doutor Honoris Causa em Fine Arts pela Corcoran School of Arts and Design em Washington DC, EUA, e condecorado pelos governos de França e Portugal.

.

.

.

EVENTOS

.

.

Aula aberta de fotojornalismo / João Silva / «Actuar apesar do medo»

Coimbra: Casa Municipal da Cultura / Sala Sá da Bandeira /

14.09 – 16.09.2022 – 11:00

.

.

DOCS FIKE 2021

“Carapau de Espinho” / Realizado por André Roseira / Portugal, doc, 2021, 28’ / Prémio Jovens Talentos

.

“O que não se vê” / Realizado por Paulo Abreu / Portugal, doc, 2020, 24’ / Melhor Curta Metragem Portuguesa

.

“Son Of The Streets” / Realizado por Mohammed Almughanni / Polónia / Líbano, doc, 2020, 34’ / Melhor Documentário Júri Estação Imagem

Coimbra: Mosteiro de Santa Clara-a-Velha / Auditório

13.09 – 17.09.2022 – A partir das 10:30, projeção em contínuo.

.

.

Cerimónia de Entrega dos Prémios

Coimbra: Teatro da Cerca de São Bernardo

17.09.2022 – 11:00

.

.

Conferência / James Nachtwey, Mstyslav Chernov e Daniel Berehulak / O que é hoje o fotojornalismo na Ucrânia?

Moderada por Nicolau Santos

Coimbra: Teatro da Cerca de São Bernardo

17.09.2022 – 17:30

.

.

.

EXPOSIÇÕES

.

.

James Nachtwey / Os Insubmissos

Irpin. Outside of Kyiv. People fleeing renewed Russian shelling across a bridge outside of Irpin that had been destroyed by the Ukrainian army in order to slow the Russian advance. People fleeing from inside Irpin towards the Ukrainian front line. Two Russian soldiers were killed. In Lviv, refugees at train sation.

[© JAMES NACHTWEY Um homem idoso é ajudado e confortado por um voluntário ucraniano após atravessar uma ponte destruída em Irpin, a 9 de Março de 2022. A população civil estava sob os ataques dos militares russos. Muitas pessoas fugiram da cidade atravessando uma ponte improvisada que havia sido destruída pelas forças ucranianas para deter o avanço do exército russo em direcção a Kiev.]

Coimbra: Sala da Cidade – Câmara Municipal de Coimbra / R. Olímpio Nicolau Rui Fernandes 54

13.09 – 06.11.2022 (ter a sáb 13h00—18h00, ø dom, seg e fer)

Visita comentada com o Fotógrafo: 17.09.2022 – 15:30

.

.

Evgeniy Maloletka, Mstyslav Chernov / Cerco a Mariupol

Ukrainian emergency employees and volunteers carry an injured pregnant woman from a maternity hospital that was damaged by shelling in Mariupol, Ukraine, March 9, 2022. The woman and her baby died after Russia bombed the maternity hospital where she was meant to give birth. (AP Photo/Evgeniy Maloletka, File)

[© EVGENIY MALOLETKA Funcionários e voluntários de emergência ucranianos retiram uma mulher grávida e ferida de uma maternidade danificada após bombardeamento. A mulher e o bebé morreram depois do bombardeamento da mesma maternidade onde ela esperava dar à luz. Mariupol, Ucrânia, 9 Março, 2022.]

.

Dmytro Kozatskyi / O Último Reduto

In this photo provided by Azov Special Forces Regiment of the Ukrainian National Guard Press Office, Ukrainian soldiers injured during fighting against Russian forces, poses for a photographer inside the Azovstal steel plant in Mariupol, Ukraine, May 10, 2022. For nearly three months, Azovstal’s garrison clung on, refusing to be winkled out from the tunnels and bunkers under the ruins of the labyrinthine mill. A Ukrainian soldier-photographer documented the events and sent them to the world. Now he is a prisoner of the Russians. His photos are his legacy.(Dmytro Kozatski/Azov Special Forces Regiment of the Ukrainian National Guard Press Office via AP)

[© DMYTRO KOZATSKYI Soldados ucranianos, feridos em combate contra as forças russas, posam no interior da siderúrgica Azovstal. Mariupol, Ucrânia, 10 Maio, 2022.]

.

Coimbra: Galeria Pinho Dinis / Casa Municipal da Cultura / R. Pedro Monteiro

13.09 – 06.11.2022 (seg a sex 09h00—19h30, sáb 11h00—13h00 / 14h00—19h00, ø dom e fer)

Visita comentada com David Furst e Luís Vasconcelos: 14.09.2022 – 17:30

.

.

Daniel Berehulak / O Inverno Vermelho de Bucha

NYTUKRAINE – Residents stand near the body of a civillian in the recently liberated town of Bucha April 02, 2022 in Bucha, Ukraine. Photograph by Daniel Berehulak for The New York Times

[© DANIEL BEREHULAK Moradores junto ao corpo sem vida de um civil na recém-libertada cidade de Bucha. Ucrânia, 2 Abril, 2022]

Coimbra: Museu Municipal de Coimbra / Edifício Chiado / R. Ferreira Borges

13.09 – 06.11.2022 (ter a sex 10h00—18h00, sáb e dom 10h00—13h00 / 14h00—18h00, ø seg e fer)

Visita comentada com o Fotógrafo: 17.09.2022 – 16:30

.

.

Maxim Dondyuk, Oleksandr Ratushniak, Alexey Furman, Oleg Pereverzev, Vladyslav Musiienko, Roman Pilipey, Stanislav Kozliuk, Mikhail Palinchak, Yurko Dyachyshyn, Sergei Chuzavkov, Ivan Alvarado, Anastasia Vlasova, Alina Smutko, Gleb Garanich / Êxodo

epa09902996 Valeriy (33) unloads a car after arriving with his grandmother Varta (81) sitting in a car and other family members from Mariupol at the evacuation point in Zaporizhzhia, Ukraine, 22 April 2022. Thousands of people who still remained trapped in Mariupol and others occupied by the Russian army areas in South Ukraine wait to be evacuated to Ukraine’s controlled area by buses and their own cars. EPA/ROMAN PILIPEY

[© ROMAN PILIPEY / EPA Valeriy, de 33 anos, descarrega um carro depois de chegar com a sua avó, Varta, de 81, ao ponto de evacuação em Zaporizhzhia, vindos de Mariupol. Ucrânia, 22 Abril, 2022.]

Fotografias gentilmente cedidas pelos fotógrafos e pelas Agências Reuters, EPA, AFP E Suspilne Ukraine.

Coimbra: Teatro Académico de Gil Vicente / Praça da República

13.09 – 06.11.2022 (todos os dias 14H00—24H00)

Visita comentada com David Furst e Luís Vasconcelos: 16.09.2022 – 18:30

.

.

Ricardo Lopes / Interior

Figueiro dos Vinhos, Leiria, Portugal, 22/12/2018 – A road leading down the valley of Foz de Alge, in Figueiro dos Vinhos municipality. According to INE (National Institute of Statistics), this region has lost more than 50% of it’s population since 1960 . ( Ricardo Lopes / DR )

[© RICARDO LOPES Vale de Foz de Alge, em Figueiró dos Vinhos, uma região que perdeu mais de 50% da sua população desde 1960, segundo o INE. 22.12.2018.]

Bolsa Estação Imagem 2020 – 2022 Coimbra

Coimbra: Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

13.09 – 30.10.2022 (até 14.10, TER A DOM E FER 10H00—18H00; Ø SEG; depois de 15.10, 9H00—17H00)

Visita comentada com o Fotógrafo e lançamento do livro “Interior”: 15.09.2022 – 17:00

.

.

.

Mais informação aqui.

 .

Cortesia: Estação Imagem 2022 Coimbra.

.

.

.