JOSÉ SÉRGIO, PRESENTES! AFRICANOS E AFRO-DESCENDENTES NO PORTO

Exposição integrada no MIP – Mês da Imagem do Porto, patente no Mira Forum, Campanhã, de 31.10 a 23.12.2020

.

.

.

José Sérgio, Presentes! Africanos e afro-descendentes no Porto

.

.

À luz do debate recente acerca da inclusão de uma pergunta sobre a origem étnico-racial da população portuguesa no próximo Censos 2021, considera-se pertinente fixar a diversidade dos modos de existência de uma comunidade ainda pouco conhecida e pouco reconhecida, contrariando o estereótipo de que o Porto se manteve imune aos fluxos migratórios oriundos do continente africano e, em particular, dos países sujeitos a colonização portuguesa.

Para esse efeito, o trabalho de campo procurou rastrear não só os cidadãos que dão corpo a esta presença, mas também os lugares, os circuitos, as rotinas e os rituais que a definem, tendo em vista uma exposição que, mais do que uma soma de retratos individuais, propõe um retrato coletivo, certamente incompleto e aberto a atualizações, de uma comunidade fluida e plural.

“Presentes! Africanos e Afrodescendentes no Porto” pretende constituir um primeiro registo fotográfico da atual presença africana e afrodescendente no Porto, documentando uma comunidade que parece estar em franco crescimento e em franca diversificação, apesar da escassez de instrumentos estatísticos e/ou sociológicos capazes de mensurar e caracterizar este fenómeno relativamente recente.
Este projeto deseja contribuir para a crescente visibilização e plena inscrição no espaço público de uma comunidade que, não possuindo embora a dimensão, a solidez ou a organização formal e informal da presença africana e afrodescendente da Área Metropolitana de Lisboa, é cada vez mais inegavelmente parte do tecido social, cultural e político da cidade.

.

.

.

A exposição “Presentes! Africanos e afro-descendentes no Porto”, de José Sérgio, integra o MIP – Mês da Imagem do Porto, e está patente no MIRA FORUM, Rua de Miraflor, 155, Campanhã, no Porto, de 31 de outubro a 23 de dezembro de 2020.

.

.

.

José Sérgio. Nasceu em Maputo em 1970. Enquanto crescia, fez muito desporto e algum teatro, mas acabou por fixar-se na fotografia, que veio a ser a sua atividade profissional. Ainda em Moçambique, iniciou-se como fotógrafo na Editora Escolar INDE e trabalhou como fotojornalista para vários órgãos de informação, paralelamente a outros trabalhos de produção e edição fotográfica.
Entre 1996 e 1999, integrou a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras como supervisor operacional e responsável pela cobertura fotográfica de programas de combate à cólera. Já em Portugal, foi fotojornalista do semanário Blitz de 2000 a 2006 e do semanário Sol entre 2006 e 2015.
Atualmente, é fotógrafo freelancer. “Presentes! Africanos e Afrodescendentes no Porto” é a sua segunda exposição individual; Em 2019, expôs “A Viagem que Guerra Junqueiro nunca fez” na Casa-Museu Guerra Junqueiro, no Porto.

.

.

.

Pode conhecer melhor a obra de José Sérgio, aqui.

.

.

.

Advertisement