NATUREZA (CIT.), KARL BLOSSFELDT

Dia 9 completaram-se 85 anos da morte de Karl Blossfeldt (Schielo, Alemanha, 13 de junho de 1865 – Berlim, Alemanha, 9 de dezembro de 1932)

.

.

.

Os meus documentos botânicos devem contribuir para restaurar a ligação com a natureza. Eles devem despertar a sensação da natureza, apontar para a sua riqueza de forma e fazer com que o espectador observe por si o mundo das plantas que o rodeiam.”

Karl Blossfeldt

.

.

.

Karl_Blossfeldt_Adiantum_pedatum_1928

Karl Blossfeldt, Adiantum pedatum, 1928

.

.

.

Karl Blossfeldt destacou-se como fotógrafo, escultor e professor.

Entre 1898 e 1932, Blossfeldt foi professor de escultura na Escola Real do Museu de Artes Decorativas, agora Hochschule für Bildende Künste, em Berlim, tendo como base as formas naturais das plantas.

As fotografias de plantas, flores e sementes de Karl Blossfeldt são de grande beleza e sensibilidade, fascinando o publico hoje, como quando foram publicadas nos seus livros Urformen der Kunst, Archetypal Forms of Art, 1929 e Wundergarten der Natur, The Wondergarden of Nature, 1932.

Na sua vida, recebeu elogios e apoio de críticos como Walter Benjamin, artistas do Neue Sachlichkeit – o Novo Realismo – e dos Surrealistas de Paris. As palavras de Walter Benjamin reposicionaram o artista na arte moderna e na fotografia e foi convidado para exibir seu trabalho na galeria de Karl Nierendorf, ainda antes da publicação em livro.

As suas fotografias da natureza, em macro, tiveram grande influência sobre os ornamentos orgânicos no design e nas artes.

Karl Blossfeldt nasceu em Schielo, na Alemanha, a 13 de junho de 1865 e faleceu em Berlim, na Alemanha, a 9 de dezembro de 1932.

.

.

.

Anúncios