“DA FUGA E DO ENCONTRO: INVERSÕES DO OLHAR”, DA COLEÇÃO DE FOTOGRAFIA CONTEMPORÂNEA DO NOVO BANCO

.

.

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

António Bracons, Aspetos da exposição, 2017

.

.

.

O Novo Banco apresenta mais uma exposição da sua fabulosa Coleção de Fotografia Contemporânea: “Da Fuga e do Encontro: Inversões do Olhar”, a oportunidade de ver um conjunto de obras de autores de vulto .

De acordo com Sérgio Fazenda Rodrigues, curador da exposição:

É uma exposição que pretende investigar a origem e o funcionamento do olhar contemplativo. A ideia de fuga e de encontro existe no momento em que a acção se desprende e o olhar se liberta, ou no momento em que o que se foca cai fora de foco. É nesse instante em que o ver já não se dirige para fora, mas sim para dentro, que a procura ou o deambular pela imagem muda de um território predominantemente analítico para um território predominantemente afectivo. Assente nas relações de quem vê, de como se vê e do que se vê, a exposição pretende encontrar aquilo que em cada imagem promove uma condição de fronteira, onde se interroga a imagem, o espectar e o espectador.”

.

Estão expostas obras dos seguintes fotógrafos: Abelardo Morell, Adelina Lopes, Aino Kannisto, Ana Vieira, André Cepeda, Candida Höfer, Carmela Garcia, Catarina Botelho, Doug Aitken, Edgar Martins, Egler Esser, Eileen Neff, Grazia Toderi, Gregory Crewdson, Hellen Van Meene, Ignasi Aballi, João Paulo Serafim, José Pedro Cortes, Julião Sarmento, Lee Friedlander, Matt Mullican, Mircea Cantor, Richard Misrach, Rui Calçada Bastos, Sabine Hornig, Sze Tsung Leong, William Eggleston e Wolfgang Tillmans.

.

.

14962615_10154783563158319_8282190996895236050_n

Convite da exposição

.

.

“Da Fuga e do Encontro: Inversões do Olhar”, é a exposição #28 da Coleção de Fotografia Contemporânea do NOVO BANCO, apresentada no ESPAÇO NOVO BANCO, na Praça Marquês de Pombal, 3, em Lisboa, de 10 de novembro de 2016 a 31 de maio de 2017.

.

.

.