JOSÉ PEDRO CORTES, CONCRETO ARMADO, BF16, 2014-2016

.

.

.

No Clube Vilafranquense, na Av. Combatentes da Grande Guerra, 40, em Vila Franca de Xira, José Pedro Cortes apresenta Concreto Armado, uma das cinco encomendas específicas da Bienal.

.

14713738_10154719198438319_3903809920868227990_n

.

No salão nobre do Clube, um espaço com espelhos e candelabros, espaço de encontro, de baile, de festa, Cortes coloca as suas fotografias em grande formato apoiadas em placas verticais, destacando-se e contrastando com a arquitetura do espaço. “Tinha de encontrar um dispositivo que arquitetonicamente mostrasse uma intervenção minha”, diria aquando da inauguração.

.

.

O espaço que envolve estas imagens sempre convocou uma comunidade para celebrações em grupo: reuniões, festas, peças de teatro, etc.

A celebração e a consciência de grupo mudou bastante desde o tempo em que espaços como este criavam um sentido de comunidade e, por oposição, moldavam a ideia do outro – de quem não pertencia a uma celebração coletiva.

As fotografias, suspensas nestas placas, encostam-se às paredes e criam um novo volume com imagens deste tempo, com a beleza espectral que nos faz duvidar do real e com o isolamento que nos concentra no nosso corpo e nos nossos espaços.

Nas imagens, ao contrário das paredes, a história começa sempre agora.

O tempo destas imagens é como o nosso tempo, de constante dúvida: fabricação ou impulso; vulnerabilidade ou força; superfície ou algo mais.”

José Pedro Cortes, folha de sala

.

.

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

José Pedro Cortes, Concreto Armado, 2014

.

.

.

A Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira (BF16) iniciada em 1989, tem este ano a 13.ª edição. O curador-geral David Santos, escolheu o tema “Arquivo e Observação” e espalhou a Bienal por toda a cidade.

Esta exposição pode ser visitada de 15 de outubro de 2016 a 22 de janeiro de 2017.

.

.

.

Pode ver o programa da BF16 aqui (FF) e aqui (BF16).

.

.

.

Anúncios