ANTÓNIO BRACONS, ILUMINAÇÃO DE NATAL, CHIADO, LISBOA, 2016

.

.

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

António Bracons, Lisboa, Chiado, Iluminação de Natal, 2016

.

.

.

A festa do Natal é a comemoração do nascimento de Jesus.

É um tempo de festa e, como anunciou o anjo aos pastores naquela noite, “de grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje na cidade de  David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias, Senhor” (Lc 2, 9-10).

É este o pretexto que leva as cidades e vilas e lugares a iluminarem-se nas suas artérias e zonas principais: assinalar o Natal.

As lâmpadas e leds formam os desenhos mais diversos, figuras ou panos de luz. As imagens sagradas saíram das representações, ficam ainda algumas imagens simbólicas: memória de uma estrela anunciadora, ou somente um vestir de luz e de cor, aparentemente sem qualquer relação…

Ou a árvore de Natal que se ergue bem alto, procurando anunciar mais além, que há mais de dois mil anos uma estrela conduziu uns Magos até uma gruta pequenina em Belém…

.

Em Lisboa, no Chiado, entre o Largo de Camões e as Ruas Nova do Almada e a do Carmo, a iluminação marca o Natal.

.

.

Feliz Natal!

.

.

.