DAVID DOSRIUS, NOÉ SENDAS E SALVI DANÉ, PAGANO, BARBADO GALLERY, 2015

 

 

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (1)

 Fotografia de Belinha Pires

 

Quem é Pagano?

“Te mereces llamarte Pagano, el no bautizado, el no nomeado.”, escreve Belinha Pires, também ela artista, companheira de Pagano, num postal a Pagano, que podemos ver na exposição.

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (2)

Pagano é David Dosrius. Quem é David Dosrius?

Não sabemos, não se conhece. Nem se conhece a Belinha. Não se conseguiu ainda localizar nem um nem outro, refere João Barbado da Barbado Gallery e, conforme refere o texto da exposição:

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (3)

 

“A descoberta de um livro de Maurice Maeterlink “L’intelligence des fleurs”, 1907, intervencionado por um autor desconhecido chamado David Dosrius, aliás Pagano (Fornelleres 1944), é o ponto de partida de uma investigação desenvolvida pelo editor independente e curador espanhol Gonzalo Golpe.

Pagano nasceu em Fonelleres, na zona de l’Empordà, província de Girona, onde trabalhará numa situação de recolhimento voluntário, longe das influências dos círculos artísticos catalães.

Entrega-se por completo à observação da natureza e transforma um velho celeiro da sua casa de família em atelier. Aí produz sem descanso uma vasta quantidade de obras, misturando constantemente disciplinas artísticas, com a liberdade de quem cria não para interagir com o mundo da arte mas como exercício de auto-conhecimento e posicionamento vital.

Esta autonomia feroz que transparece não só da sua obra mas também dos seus escritos, aproxima-o do anarco-individualismo de Thoreau e também do modo de vida da Seita do Cão – o cinismo grego – corrente filosófica que reivindicava a autonomia do indivíduo face aos poderes do Estado e às convenções sociais.

A obra de Maeterlink não só motivou uma reaproximação às origens como foi também a causa de uma rutura que afetou todas as dimensões da sua vida.”

 

A Barbado Gallery, apresenta uma reconstrução biográfica e diversas obras originais do autor, produzidos entre 1965 e 1967, cedidas por colecionadores privados, por familiares e amigos, bem como material recuperado pelo curador desde 2011:

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (4)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (5)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (6)

 

Um conjunto de imagens, que conservava na sua mesa de trabalho: uma cómoda (Olaio), sem espelho. Estas imagens estavam (e estão) montadas na parte de baixo das gavetas e são essas gavetas que se apresentam, numa posição para ser vista sentado, na cadeira de trabalho de Pagano.


BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (7)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (8)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (9)

Pagano, 1965-67

 

Na base do módulo de gavetas, um quadro que reproduz o seu auto-retrato.

 

 BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (10)

Pagano, 1965-67

 

Um outro trabalho é composto por cinco caixas de madeira ou malas, nas quais criou montagens de fotografias e postais, auxiliado por desenho ou texturas.

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (11)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (12)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (13)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (14)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (15)

 Pagano, 1965-67

 

Um terceiro, dois “panos” impressos.

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (16)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (17)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (18)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (19)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (20)

 Pagano, 1965-67

 

Complementarmente, um conjunto de fotografias e postais, alguns escritos por Belinha Pires, companheira e, também, autora, no entanto, como ele, ainda desconhecida.

 

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (21)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (22)

 

“A exposição sublinha “o vigor da obra de David Dosrius colocando-a em diálogo com a obra de dois autores atuais:” os fotógrafos Noé Sendas (Bruxelas 1972) e Salvi Danés (Barcelona 1985). São estas imagens que nos recebem à entrada da galeria.

 

 BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (23)

Noé Sendas, série Pagano

 

 BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (25)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (26)

BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (24)

 Salvi Danés, série Pagano

 

 BarbadoGallery-Pagano-FotABracons-2016 (27)

Salvi Danés, Noé Sendas, série Pagano

 .

.

A exposição está patente na Barbado Gallery, na Rua Ferreira Borges, 109-A, em Lisboa, de 13 de fevereiro a 31 de março de 2016.

.

.

.

Anúncios