HUGO R. COSTA E INÊS PINHEIRO, MUSEU DO NEOREALISMO, VILA FRANCA DE XIRA, 2014-15

.

.

.

No âmbito da 13ª Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira (BF-14), é apresentado no espaço do Museu do Neorealismo daquela vila, a exposição dos fotógrafos premiados na 12.ª edição da Bienal, Hugo R. Costa e Inês Pinheiro.

Como é hábito, uma parte do prémio é a realização de uma exposição individual. A exposição inaugurada em 15 de novembro de 2014 prolonga-se até 22 de fevereiro de 2015.

.

VFXira-MuseuNeorealismo-BFVFX2014-2015-Fot-AntonioBracons (1)-2

VFXira-MuseuNeorealismo-BFVFX2014-2015-Fot-AntonioBracons (2)-2

VFXira-MuseuNeorealismo-BFVFX2014-2015-Fot-AntonioBracons (3)-2

.

.

.

REPÉRAGE 2010-2014, de HUGO R. COSTA

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hugo R. Costa, “Repérage 2010-2014”

.

Momentos do quotidiano que, de um modo ou outro , tocam, mexem, fazem sentir. Um percurso contruído ao longo do tempo, do caminho, do dia-a-dia (também se pode ler sem virgulas), que marca de algum modo, onde o olhar se detém, trás à memória alguma vivência, instante, momento; referências de uma história pessoal, única.

São espaços privados e públicos, interiores e exteriores, que se sequenciam como peças de um puzzle, construído como uma memória pessoal.

.

.

JANELAS DE PÓ, de INÊS PINHEIRO

.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 Inês Pinheiro, “Janelas de pó”

.

As fotografias são olhares intimistas pelo interior de uma casa do Douro, casa senhorial de produtores vinhateiros: para além dos espaços de habitação, do quarto de dormir, de …. lá se encontram as alfaias agrícolas, os apetrechos para tratamento das vinhas, para a vindima.

As fotografias são tiradas no interior da casa, sempre com a janela próxima, presente. Janela que não mostra o exterior, não se vê para fora, mas o interior, a janela mostra para dentro, mostra de dentro, faz-nos imaginar a história, momentos, vivências daquela casa e das gerações, várias, com certeza, que ali viveram.

.

.

.